Dia 12/04/2017, em Curitiba/PR, foi realizada a 1ª reunião de Negociações do PPR/2017 com a Rumo-ALL. Confira a ATA da 1ª reunião e a proposta inicial de PPR apresentada pela empresa.

confira




Confira a ATA da 1ª reunião de negociação do PPR/2017, realizada dia 30/03/2017 em Juíz de Fora/MG, e a Proposta de PPR feita pela empresa.

confira

TERCEIRIZAÇÃO - PL 4.302/98

Especialistas avaliam terceirização plena aprovada na Câmara.
Confira matéria e o link para o PL da Terceirização.

confira

Saque de contas inativas
do Fundo de Garantia (FGTS)



Tire todas suas dúvidas e confira se voce possui algum valor para saque.
Clique no link abaixo e acesse o site oficial da CAIXA e faça sua consulta online.

confira

act

Executivo federal enviou nesta segunda (05/12) ao Congresso Nacional uma PEC com sugestões de mudanças nas regras previdenciárias, entre as quais idade mínima de 65 anos para aposentadoria.





Confira na íntegra a PROPOSTA FINAL apresentada pela empresa e a ATA da 3ª rodada de negociações.
A reunião foi realizada no dia 01/12/2016, na sede do Sindicato de SP.

LEIA MAIS

Mercado avalia que Rumo-ALL é a maior
beneficiária da MP das Concessões



A Rumo foi considerada pelo mercado a principal beneficiária da Medida Provisória (MP) das Concessões, a de nº 752, publicada na sexta-feira. Ontem, o papel da transportadora ferroviária encerrou o pregão com a segunda maior alta do Ibovespa (...)

leia mais

ALEXANDRE GARCIA: "FALTA DE INVESTIMENTO
EM FERROVIA É ATESTADO DE BURRICE!"



Clique no link abaixo e assista o vídeo.

VÍDEO
Sindpaulista » O Sindicato » Nossa História

    Desde o início das atividades da Cia. Paulista de Estradas de Ferro, os trabalhadores reuniam-se para discutir seus problemas e suas soluções em perspectivas. Em 1888, apenas 16 anos após a fundação da Cia. Paulista, os Ferroviários criaram a Caixa de Socorros, estabelecendo e dando origem, a primeira lei brasileira sobre Previdência Social.

    Até o Estado Novo, os Trabalhadores não podiam fundar, nem se reunir em Sindicatos. Nessa época, os Ferroviários organizavam-se nas Ligas Operárias. Essas ligas foram as responsáveis pelo início das atividades sindicais no Brasil. A doutrina dominante era o anarquismo, fruto do grande número de imigrantes e do prestigio da ideologia à época . Em 1906, sob o comando de uma Liga Operária, os Ferroviários fizeram a primeira grande greve da Categoria, reivindicando melhores salários e redução da jornada de trabalho.

    O movimento foi duramente reprimido, com policiais espalhados pôr toda a malha ferroviária, ocorrendo a morte de 02 trabalhadores. Mesmo assim a greve espalhou-se para outras categorias. 0 movimento paredista atingiu seus objetivos, onde os trabalhadores saíram vitoriosos.

    Em 28/04/1932, o Ministério do Trabalho reconheceu o Sindicato dos Operários Ferroviários, com sede em São Carlos. Era a primeira vez que os trabalhadores podiam reunir-se em uma Entidade de Classe. Os sócios fundadores foram os senhores Antônio Queijadas Haro (maquinista) natural da Espanha, Domingos Teixeira Pinto (guarda-trem) natural de Portugal, Manoel Penedo (limpador) natural de Portugal e Núncio Soares da Silva (guarda-trem), natural de Rio Claro/SP. O Sr. Núncio Soares da Silva, foi o primeiro Presidente do Sindicato.

    Em 21/07/1937, o Sindicato une-se a uma antiga Liga Operária existente em Rio Claro e é criado o Sindicato de Operários Ferroviários da Cia. Paulista de Estradas de Ferro. Em 15/05/1941, o Sindicato transfere-se para Campinas, no prédio de sua atual Sede Central, onde permanece até hoje. Nessa época, o presidente era o Sr. Moacir Prado. Atualmente, o Sindicato é presidido pelo companheiro Francisco Aparecido Felício, carinhosamente conhecido como França.

    A entidade dispõe de sub-sedes nos municípios de Araraquara, Bauru, Barretos, Campinas, Cordeirópolis, Dois Córregos, Itirapina, Jundiaí, Marília, Pederneiras, Rio Claro, Rincão, São Carlos e Tupã. Também dispõe de uma Colônia de Férias na Praia Grande/SP e uma pousada – chácara no município de Itirapina/SP. O Sindicato ainda mantém Delegacias Sindicais nos municípios de Adamantina, Brotas, Dracena, Garça, Jaú, Limeira, Osvaldo Cruz, Pompéia, Vera Cruz Paulista, Barrinha, Guariba, Louveira, Piracicaba, Pirassununga, Piratininga, Pitangueiras, Sumaré e Valinhos.

    A entidade, mantém vários Planos de Saúde e odontológicos, para os seus associados, além de convênios com diversos estabelecimentos e profissionais, anualmente realiza a distribuição de material escolar para os ferroviários e/ou seus dependentes, e um total amparo jurídico, através de departamento existente na Sede Central.

Artigo sobre a Historia do Sindicalismo Ferroviário Paulista.
Tipo de arquivo: PDF - Adobe (Tamanho: 100 Kb) - por Marco Henrique Zambello
Estudo sobre os antigos Ferroviários da Vila Industrial de Campinas.
Tipo de arquivo: PDF - Adobe (Tamanho: 7 Mb) - por Marco Henrique Zambello