5º “Aniversário” da Campanha CPTM Campinas.

Postado em: 14-08-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 2.562 | Comentários:9

9

Ariovaldo Bonini - Vice Presidente Sindpaulista Em 12 de agosto de 2011, o SINDPAULISTA (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias Paulistas) lançou a Campanha CPTM-CAMPINAS. De lá para cá, decorreram-se 5 anos.

Por certo; acaso nosso Governador – Dr. Geraldo Alckmin, tivesse VONTADE POLÍTICA ou INTERESSE neste projeto, a população da região, já estaria viajando para São Paulo, nos trens da Cia. Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

A Campanha CPTM-CAMPINAS infelizmente ainda não alcançou o seu objetivo, devido ao DESINTERESSE de nossos políticos, que preferem privilegiar o transporte rodoviário em detrimento ao transporte ferroviário de passageiros.

Sabemos todos da importância fundamental do transporte rodoviário, porém a diversificação e interligação com outros modais de transporte coletivo de passageiros, melhor atenderia a população, e principalmente, aliviaria o tráfego de nossas rodovias constantemente congestionadas.

São apenas 40 Km de obras a serem realizadas pelo Estado, que atenderiam as 5 cidades (Campinas, Valinhos, Vinhedo, Louveira e Jundiaí), que juntas, somam mais de 2 milhões de habitantes.

 
O trecho ferroviário a ser utilizado na extensão das linhas da CPTM, é privilegiado por ser composto de linhas duplas. Hoje, uma destas linhas férreas, vem sendo utilizada pela empresa concessionária MRS Logística S/A – (transporte ferroviário de cargas), e a outra via, encontra-se desativada.

O maior custo de um projeto desta natureza são os gastos com desapropriações. Acontece, porém que o Governo do Estado ao utilizar-se destas vias férreas, NÃO REALIZARIA DESAPROPRIAÇÕES, diminuindo consideravelmente os custos da obra.

O trecho em questão, por se tratar de um trecho ferroviário, anteriormente construída pela Cia. Paulista de Estrada de Ferro, também não necessitaria de estudos de impacto ambiental.

Outro ponto favorável e facilitador para este projeto, é a existência das Oficinas de Locomotivas de Jundiaí e de Campinas, que poderiam ser utilizadas nas manutenções das composições da CPTM.

Finalizando, resta-nos continuar com a nossa luta para o CONVENCIMENTO DE NOSSOS POLÍTICOS, em especial o Governador do Estado, sobre a importância dos trens da CPTM atendendo os municípios de Campinas, Valinhos, Vinhedo, Louveira, que passarão a contar com mais uma opção de transporte e mobilidade urbana em nossa região.

Nada nos fará desistir ou nos afastará dessa luta, que também é a luta e o desejo de milhares de cidadãos domiciliados nestes municípios.

Trem de Passageiros é sinônimo de SEGURANÇA, CONFORTO E RAPIDEZ.

 
Ariovaldo Bonini Baptista
Diretor Vice-Presidente do SINDPAULISTA

Comentários (9)

De SÃO PAULO a RIO CLARO era pra ter trens da CPTM como também a região de PIRACICABA. Mais a falta de interesse do governo interfere o sonho do povo.

That’s really thninikg out of the box. Thanks!

Gente, falta mobilização!!! Nunca vejo este assunto nas mídias, seja rádio, TV ou mesmo internet !!! Este assunto deveria ser prioritário, enquanto isso no povo segue votando no desinteressado e favorecido Sr. Alckmin.

Saudações! Viu meu comentário abaixo?

Boa Tarde, Sou totalmente a favor da implementação da linha de trem. Atendendo os ciclos aos quais se designam algumas cidades do Estado de SP.

Gostaria que me mantivessem informado para juntos lutarmos por esse grande projeto modal fèrreo em nossa região.

Att:

Fabio Sobral.

Saudações a todos! Que tal um protesto diferente. Pegamos um dia, agrupamos várias pessoas e vamos passear de trem. Embarcados em Jundiaí, descemos na Luz. Fazemos uma manifestação e voltamos.

E se fizéssemos um abaixo assinado com assinatura de toda a população do estado, para enviar pro Governador?

Já é um começo né mano!!! Acho que todos os interessados, e tenho certeza de que são milhares de pessoas, deveriam correr atras dos politicos que elegeram e cobrar esse projeto ai!

Temos que insistir nesta causa, porque será de excelente utilização e facilidade para toda população dessa região e adjacência.
O Governo deve olhar para este projeto de baixa complexidade e executá-lo, ao invés de projeto faraônico que falaram na época da Copa do Mundo.

Deixe seu comentário

Inline