[VÍDEO] Reunião realizada em Campinas – 23/03/2017

Postado em: 24-03-2017 por:cptmcampinas | Visitas: 257 | Comentários:0

0

Vídeo completo da reunião encabeçada pela Frente Parlamentar em defesa do Transporte Ferroviário de Passageiros da região de Campinas e Jundiaí, realizada em Campinas, no dia 23 de Março de 2017 e que contou com a presença de Vicente Abate – Presidente da ABIFER. Confira:

CONVITE: Frente Parlamentar em defesa do Transporte Ferroviário de Passageiros da região de Campinas e Jundiaí,convida Vicente Abate – Presidente da ABIFER

Postado em: 17-03-2017 por:cptmcampinas | Visitas: 321 | Comentários:0

0

Trem entre SP e Campinas só depende de liberação de terrenos da União, diz Alckmin

Postado em: 09-03-2017 por:cptmcampinas | Visitas: 921 | Comentários:0

0

O traçado pretendido pelo projeto é o mesmo que estava inserido no plano do trem de alta velocidade, defendido pelo governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

A viabilidade da licitação do trem de passageiros de média velocidade para interligar Campinas e São Paulo depende da liberação, pelo governo federal, da “faixa de domínio” da ferrovia de carga que já liga as duas cidades.

Segundo o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o projeto depende apenas dessa confirmação do governo para que a oferta de parceria público-privada (PPP) do empreendimento seja apresentada ao mercado. “É um projeto extremamente importante. E sua viabilidade depende do terreno”, disse Alckmin ao ‘Estado’.

“O estudo que nós fizemos mostra que cabe mais uma linha do trem de carga, dá para dobrar a capacidade, além das duas linhas do trem de média velocidade, na mesma faixa de domínio”, comentou o governador, que confirmado ter entregado a proposta do projeto nas mãos do presidente Michel Temer no mês passado. “Só estamos aguardando o governo federal dar um ok, que ele concorda.”

Alckmin confirmou que pretende incluir na licitação do trem de média velocidade o trecho 7 da CPTM, que seria incorporado ao projeto “para ajudar no funding” da proposta comercial. “Estamos otimistas. O grande problema hoje é o custo do terreno. É muito cara a desapropriação. Se temos a faixa de domínio, já viabiliza o projeto”, disse.

O governo paulista não descartou ainda a possibilidade de a PPP ter contrapartidas financeiras da União, reunindo governos federal e estadual e a iniciativa privada no mesmo projeto. A renovação das concessões de ferrovias federais pode ser uma alternativa para injetar recursos no projeto de São Paulo. “Isso seria o ideal”, comentou Alckmin.

Frente Parlamentar Mista em Defesa do Transporte Ferroviário de Passageiros da RMC recebe, em reunião, seu mais novo integrante – Vereador Filipe Batista Marchesi.

Postado em: 17-01-2017 por:cptmcampinas | Visitas: 1.107 | Comentários:4

4

Neste dia 16 de janeiro, na sede administrativa do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias Paulistas – SINDPAULISTA (Campinas) ocorreu a 1ª reunião da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Transporte Ferroviário de Passageiros das Regiões de Campinas e de Jundiaí do ano de 2017.

Participaram desta primeira reunião, tratando da programação da campanha pela extensão das linhas da CPTM até CAMPINAS – o presidente da Frente Parlamentar, Vereador Lourival, o Presidente do Sindicato – Francisco Aparecido Felicio (FRANÇA) e o Assessor da Prefeitura de Campinas, Dr. Carlos Bernardi.

Com grata satisfação, a presidência da Frente Parlamentar, teve o prazer de receber o seu mais novo integrante, Vereador recém-eleito, pelo município de Campinas, Filipe Batista Marchesi (PR). Contamos com o apoio do Vereador Filipe, que por certo, envidará todos os seus esforços para que Campinas e Região sejam atendidas pelos trens de passageiros da CPTM.

O presidente França do SINDPAULISTA comentou: “Há um inconformismo generalizado, por conta de vermos o Estado de São Paulo, o mais rico e populoso do Brasil, sofrer com a falta do transporte ferroviário de passageiros. A população de Campinas e de toda a nossa Região necessita com urgência do transporte ferroviário de passageiros.

Comissão debate ‘nós’ do futuro trem intercidades.

Postado em: 29-11-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 930 | Comentários:3

3

Projeto do trem prevê a ligação de Americana a Santos, Taubaté a Sorocaba, e que se cruzarão na Capital.

 
Debate marcado para esta terça-feira (29), na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, vai tentar desfazer os nós que estão atrasando a implantação do trem intercidades, projeto do governo do Estado previsto para ligar as regiões metropolitanas de Campinas, Vale do Paraíba, São Paulo e Santos.

O deputado Vanderlei Macris (PSDB), autor do requerimento aprovado pela comissão convocando a audiência, disse que o “lobby” será para que o trecho ligando Americana, Campinas, Jundiaí e São Paulo seja prioridade. “Ou começamos a trabalhar o projeto agora ou as rodovias que levam a Capital entrarão em colapso”, afirmou.

De acordo com o deputado, o momento atual, em que o governo discute a renovação das concessões do transporte ferroviário é propício para incluir o transporte de passageiros na discussão, quer seja para o compartilhamento dos trilhos entre cargas e passageiros, ou mesmo para a implantação de ferrovia na faixa de domínio”, afirmou.

Na audiência estarão presentes representantes do Estado, da União e das concessionárias com a expectativa de que o governo federal libere as faixas de domínio da Rede Ferroviária Federal (RFFSA), por onde circulam os trens de carga. Segundo o governo do Estado, o projeto só é viável se houver essa liberação. No trecho de 135 quilômetros entre São Paulo e Americana, cabem cinco linhas nas faixas de domínio, segundo estudo do governo do Estado.

Neles já estão as duas linhas da Companhia de Trens Metropolitanos (CPTM) que vão até Jundiaí; há o trem de cargas e ainda há espaço para o trem de média velocidade, o intercidades. Macris disse que existe um projeto funcional desenvolvido no âmbito da Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) do Estado ligando os municípios de São Paulo à Campinas (SP).

Também há a Manifestação de Interesse Privado (MIP) de um trem ligando São Paulo a Americana (SP), apresentado ao governo do Estado e, atualmente, em avaliação pelas áreas técnicas da Secretaria de Governo.

FTRAM – FRENTE PARLAMENTAR EM PROL DO TRANSPORTE METROFERROVIÁRIO

Postado em: 23-11-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 546 | Comentários:0

0

REUNIÃO NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO

Nesta reunião da FTRAM a revitalização da malha ferroviária do Estado de São Paulo, foi sugerida como alternativa ao sistema rodoviário que encontra-se prestes a entrar em colapso.

A Frente Parlamentar em prol do Transporte Metroferroviário realizou reunião, nesta quarta-feira, 23/11, sob a coordenação do deputado João Caramez (PSDB), e discutiu com representantes do setor as diretrizes que serão adotadas para viabilizar o crescimento, com eficiência, da malha ferroviária para transporte de carga e de passageiros, integrando-a ao transporte rodoviário.

O Vereador Lourival – Câmara Municipal de Valinhos (SP) e Coordenador da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Transporte Ferroviário de Passageiros das Regiões de Campinas e Jundiaí, acompanhado pelo Vice-Presidente do SINDPAULISTA – Sr. Ariovaldo Bonini, participaram do evento parlamentar.

5º “Aniversário” da Campanha CPTM Campinas.

Postado em: 14-08-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 1.537 | Comentários:9

9

Ariovaldo Bonini - Vice Presidente Sindpaulista Em 12 de agosto de 2011, o SINDPAULISTA (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias Paulistas) lançou a Campanha CPTM-CAMPINAS. De lá para cá, decorreram-se 5 anos.

Por certo; acaso nosso Governador – Dr. Geraldo Alckmin, tivesse VONTADE POLÍTICA ou INTERESSE neste projeto, a população da região, já estaria viajando para São Paulo, nos trens da Cia. Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

A Campanha CPTM-CAMPINAS infelizmente ainda não alcançou o seu objetivo, devido ao DESINTERESSE de nossos políticos, que preferem privilegiar o transporte rodoviário em detrimento ao transporte ferroviário de passageiros.

Sabemos todos da importância fundamental do transporte rodoviário, porém a diversificação e interligação com outros modais de transporte coletivo de passageiros, melhor atenderia a população, e principalmente, aliviaria o tráfego de nossas rodovias constantemente congestionadas.

São apenas 40 Km de obras a serem realizadas pelo Estado, que atenderiam as 5 cidades (Campinas, Valinhos, Vinhedo, Louveira e Jundiaí), que juntas, somam mais de 2 milhões de habitantes.

 
O trecho ferroviário a ser utilizado na extensão das linhas da CPTM, é privilegiado por ser composto de linhas duplas. Hoje, uma destas linhas férreas, vem sendo utilizada pela empresa concessionária MRS Logística S/A – (transporte ferroviário de cargas), e a outra via, encontra-se desativada.

O maior custo de um projeto desta natureza são os gastos com desapropriações. Acontece, porém que o Governo do Estado ao utilizar-se destas vias férreas, NÃO REALIZARIA DESAPROPRIAÇÕES, diminuindo consideravelmente os custos da obra.

O trecho em questão, por se tratar de um trecho ferroviário, anteriormente construída pela Cia. Paulista de Estrada de Ferro, também não necessitaria de estudos de impacto ambiental.

Outro ponto favorável e facilitador para este projeto, é a existência das Oficinas de Locomotivas de Jundiaí e de Campinas, que poderiam ser utilizadas nas manutenções das composições da CPTM.

Finalizando, resta-nos continuar com a nossa luta para o CONVENCIMENTO DE NOSSOS POLÍTICOS, em especial o Governador do Estado, sobre a importância dos trens da CPTM atendendo os municípios de Campinas, Valinhos, Vinhedo, Louveira, que passarão a contar com mais uma opção de transporte e mobilidade urbana em nossa região.

Nada nos fará desistir ou nos afastará dessa luta, que também é a luta e o desejo de milhares de cidadãos domiciliados nestes municípios.

Trem de Passageiros é sinônimo de SEGURANÇA, CONFORTO E RAPIDEZ.

 
Ariovaldo Bonini Baptista
Diretor Vice-Presidente do SINDPAULISTA

5º Ano da Campanha CPTM Campinas.

Postado em: 12-08-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 6.695 | Comentários:7

7

Nota de Falecimento: Companheiro Matias.

Postado em: 28-07-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 537 | Comentários:0

0

É com grande pesar, que comunicamos o falecimento do amigo e companheiro, José Antônio Matias, com 57 anos. Era o atual Diretor Secretário-Geral do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias Paulistas – SINDPAULISTA.

“Matias”, como era conhecido, nasceu no dia 14 de julho de 1.959 em Jundiaí/SP. Filho do Sr. Ageu Antônio Matias, ferroviário, e da Sra. Regina R. Matias. Era ferroviário aposentado, casado com a Sra. Vânia Vilela Matias. Deixa uma filha, Stephania Vilela Matias.

Entrou na ferrovia pela FEPASA – em 03 de janeiro de 1.974, sendo contratado no cargo de trabalhador. Aposentou-se em 31 de outubro de 1.997 no cargo de especialista.

Associou-se ao Sindicato em 1.977 e em 1.997 participou das eleições sindicais, atundo como suplente de diretoria. Concorreu novamente no ano de 2.002 sendo eleito Secretário-Geral, cargo que exerceria até data de seu falecimento.

Grande amigo e batalhador das causas ferroviárias, em especial, a luta pelo retorno dos trens de passageiros, deixa saudades aos companheiros de diretoria, funcionários, amigos e familiares.

 
E com razão, a Reunião que seria realizada hoje, 28/07, em Valinhos, para debater a extensão da malha Ferroviária na Região Metropolitana de Campinas foi CANCELADA.
Assim que for marcada nova data, divulgaremos.

Reunião discute a extensão da malha ferroviária na Região Metropolitana de Campinas.

Postado em: 27-07-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 369 | Comentários:0

0

A luta pela reativação da malha ferroviária e o fim do caos no transporte de cargas e passageiros ganha mais um reforço nesta quinta-feira, dia 28 de julho. A partir das 10 horas, em Valinhos, interior de São Paulo, acontece uma reunião da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Transporte Ferroviário de Passageiros das Regiões de Campinas e Jundiaí com vereadores de Valinhos, Vinhedo, Campinas, Hortolândia, Americana, representantes do Sindicato dos Ferroviários das Empresas Paulistas e da Frente Nacional pela Volta das Ferrovias (Ferro Frente). Em pauta estará a extensão dos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) até a Região Metropolitana de Campinas (RMC).

“Que desta reunião de quinta-feira nós tenhamos bons frutos para que a ferrovia venha a se tornar esperança verdadeira para o transporte sobre trilhos, tanto para passageiros como para cargas em nosso País, reaproveitando trechos de ferrovias criminosamente abandonadas há vários anos”, disse o presidente da Ferro Frente, José Manoel Ferreira Gonçalves.

Do encontro, sairão representantes que estarão no dia 16 de agosto, em Brasília, para uma Audiência Pública na Câmara Federal, que vai abordar a implantação do Trem Intercidades, que é um projeto do Governo do Estado, que prevê 431 quilômetros de ferrovia ligando Americana a Santos-Taubaté a Sorocaba e que se cruzarão em São Paulo, Capital. O trem sairá de Americana passará por Santa Bárbara-Sumaré-Hortolândia-Campinas-Valinhos-Vinhedo-Louveira-Jundiaí e chegará à Capital. O custo previsto para a interligação está estimado em R$ 20 bilhões sendo R$ 4 bilhões de recursos públicos.

“Trata-se de uma reunião importante, pois com a participação da Ferro Frente, com uma atuação no âmbito nacional, isso vem fortalecer o movimento regional da Região de Campinas e Aglomerado de Jundiaí”, afirmou o vereador Lorival (PROS), de Valinhos que é o coordenador dos trabalhos da RMC.

A Câmara Municipal de Valinhos fica na Rua Ângelo Antonio Schiavinato, 59, no bairro São Luiz.

Inline