5º Ano da Campanha CPTM Campinas.

Postado em: 12-08-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 13.258 | Comentários:11

11

Nota de Falecimento: Companheiro Matias.

Postado em: 28-07-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 817 | Comentários:0

0

É com grande pesar, que comunicamos o falecimento do amigo e companheiro, José Antônio Matias, com 57 anos. Era o atual Diretor Secretário-Geral do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias Paulistas – SINDPAULISTA.

“Matias”, como era conhecido, nasceu no dia 14 de julho de 1.959 em Jundiaí/SP. Filho do Sr. Ageu Antônio Matias, ferroviário, e da Sra. Regina R. Matias. Era ferroviário aposentado, casado com a Sra. Vânia Vilela Matias. Deixa uma filha, Stephania Vilela Matias.

Entrou na ferrovia pela FEPASA – em 03 de janeiro de 1.974, sendo contratado no cargo de trabalhador. Aposentou-se em 31 de outubro de 1.997 no cargo de especialista.

Associou-se ao Sindicato em 1.977 e em 1.997 participou das eleições sindicais, atundo como suplente de diretoria. Concorreu novamente no ano de 2.002 sendo eleito Secretário-Geral, cargo que exerceria até data de seu falecimento.

Grande amigo e batalhador das causas ferroviárias, em especial, a luta pelo retorno dos trens de passageiros, deixa saudades aos companheiros de diretoria, funcionários, amigos e familiares.

 
E com razão, a Reunião que seria realizada hoje, 28/07, em Valinhos, para debater a extensão da malha Ferroviária na Região Metropolitana de Campinas foi CANCELADA.
Assim que for marcada nova data, divulgaremos.

Reunião discute a extensão da malha ferroviária na Região Metropolitana de Campinas.

Postado em: 27-07-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 613 | Comentários:0

0

A luta pela reativação da malha ferroviária e o fim do caos no transporte de cargas e passageiros ganha mais um reforço nesta quinta-feira, dia 28 de julho. A partir das 10 horas, em Valinhos, interior de São Paulo, acontece uma reunião da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Transporte Ferroviário de Passageiros das Regiões de Campinas e Jundiaí com vereadores de Valinhos, Vinhedo, Campinas, Hortolândia, Americana, representantes do Sindicato dos Ferroviários das Empresas Paulistas e da Frente Nacional pela Volta das Ferrovias (Ferro Frente). Em pauta estará a extensão dos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) até a Região Metropolitana de Campinas (RMC).

“Que desta reunião de quinta-feira nós tenhamos bons frutos para que a ferrovia venha a se tornar esperança verdadeira para o transporte sobre trilhos, tanto para passageiros como para cargas em nosso País, reaproveitando trechos de ferrovias criminosamente abandonadas há vários anos”, disse o presidente da Ferro Frente, José Manoel Ferreira Gonçalves.

Do encontro, sairão representantes que estarão no dia 16 de agosto, em Brasília, para uma Audiência Pública na Câmara Federal, que vai abordar a implantação do Trem Intercidades, que é um projeto do Governo do Estado, que prevê 431 quilômetros de ferrovia ligando Americana a Santos-Taubaté a Sorocaba e que se cruzarão em São Paulo, Capital. O trem sairá de Americana passará por Santa Bárbara-Sumaré-Hortolândia-Campinas-Valinhos-Vinhedo-Louveira-Jundiaí e chegará à Capital. O custo previsto para a interligação está estimado em R$ 20 bilhões sendo R$ 4 bilhões de recursos públicos.

“Trata-se de uma reunião importante, pois com a participação da Ferro Frente, com uma atuação no âmbito nacional, isso vem fortalecer o movimento regional da Região de Campinas e Aglomerado de Jundiaí”, afirmou o vereador Lorival (PROS), de Valinhos que é o coordenador dos trabalhos da RMC.

A Câmara Municipal de Valinhos fica na Rua Ângelo Antonio Schiavinato, 59, no bairro São Luiz.

Audiência tenta liberar o Trem Intercidades

Postado em: 22-05-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 1.825 | Comentários:3

3

Audiência pública vai reunir representantes do Estado, da união e das concessionárias para desatar os nós que estão atrasando a implantação do trem intercidades, projeto do governo do Estado, previsto para ligar as regiões metropolitanas de Campinas, Vale do Paraíba, São Paulo e Santos.

A expectativa é de que com um novo governo em Brasília o projeto comece a caminhar, eliminando o principal empecilho existente até agora – o atraso do governo federal em liberar as faixas de domínio da Rede Ferroviária Federal (RFFSA), por onde circulam os trens de carga. O governo do Estado informou ontem (19/05) que o projeto só é viável se houver essa liberação.

Principal entrave é a liberação das faixas de domínio da RFFSA

“O atraso ocorreu por conta das muitas trocas de ministro na pasta dos Transportes e também por má vontade do governo Dilma. Hoje temos mais condições de interlocução com o governo e é possível que esse projeto avance, mas para isso precisamos resolver os problemas”, disse o deputado Vanderlei Macris, autor do requerimento aprovado na quarta-feira (18/05) pela Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados, convocando a audiência. A data ainda não foi marcada.

Serão chamados para a audiência; o Ministério dos Transportes, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, a Empresa de Planejamento e Logística S.A. (EPL), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Frente Nacional pela Volta das Ferrovias (Ferrofrente). “Vamos colocar todos frente a frente, levantar os problemas e as formas de resolvê-los”, afirmou.

No trecho de 135km entre São Paulo e Americana cabem cinco linhas nas faixas de domínio, segundo estudo do governo do Estado. Nele estão as duas linhas da Companhia de Trens Metropolitanos (CPTM) que vão até Jundiaí; há o trem de cargas e ainda há espaço para o trem de média velocidade, o Intercidades.

Macris disse que existe um projeto funcional desenvolvido no âmbito da Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) do Estado ligando os municípios de São Paulo e Campinas. Também há a Manifestação do Interesse Privado (MIP) de um trem ligando São Paulo a Americana, apresentado ao governo estadual e, atualmente, em avaliação pelas áreas técnicas da Secretaria de Governo.

“O Governo Dilma ainda pretendia leiloar a primeira ferrovia de seus programas de concessão permitindo que uma empresa construísse e operasse a via por 60 anos. Esse prazo é considerado excessivo por especialistas do setor e pode ser nefasto ao País. Assim, a participação dos convidados em uma audiência pública é fundamental para o esclarecimento dos fatos e dos interesses para o desenvolvimento do Brasil”, afirmou.

Estado busca na Coréia apoio para o Trem Intercidades

Postado em: 10-02-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 5.687 | Comentários:5

5

Clique na imagem para ampliar

Câmara Municipal de Valinhos, através do Vereador Lourival, realiza Moção de Apelo à Presidente da República e ao Ministro dos Transportes.

Postado em: 20-01-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 1.807 | Comentários:5

5

Câmara Municipal de Valinhos, através do Vereador Lourival, realiza Moção de Apelo à Presidente da República e ao Ministro dos Transportes para cessão do trecho ferroviário entre Jundiaí -Campinas e sua respectiva faixa de domínio para implantação de um sistema ferroviário de passageiros.

Todos os Vereadores se posicionaram favoráveis à volta do trem de passageiros ligando a região de Campinas a São Paulo, na sessão realizada dia 01/12/2015.

Uma moção apresentada pelo vereador Lorival Messias (PROS) foi encaminhada ao Governo Federal pedindo que seja cedido ao Estado o trecho ferroviário entre Jundiaí e Campinas para uso dos trens. Segundo ele, o projeto de interligação com a Capital já está pronto, faltando apenas a liberação da malha férrea.

Lorival trabalha pela volta do trem desde 2011, como membro da Frente Parlamentar em Defesa do Transporte Ferroviário de Passageiros. Na tribuna, ele pontuou as vantagens do uso do trem. “É um transporte limpo, barato e que contribui para a melhoria da mobilidade urbana e redução do trânsito em nossas cidades”, disse.

 

Confira a Moção enviada, abaixo. Clique para ampliar (PDF)

Ver. Lorival cobra do Governador Geraldo Alckmin posição quanto ao projeto de implantação do trem intercidades.

Postado em: 19-01-2016 por:cptmcampinas | Visitas: 1.181 | Comentários:0

0

Aproveitando a vinda do Governador Geraldo Alckmin em Valinhos, o vereador Lorival que é o coordenador da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Transporte Ferroviário de Passageiros das Regiões de Campinas e Jundiaí, cobrou uma posição quanto ao projeto de implantação do trem intercidades, e a extensão dos serviços da CPTM de Jundiaí à Campinas.

Alckmin disse que assim que obtiver o uso da faixa de domínio por onde circulam os trens de carga, irá lançar o edital da PPP. Para que isso aconteça, é necessário a transferência do trecho ferroviário de Campinas a Jundiaí, uma vez que a malha é federal e foi transferida à ALL – América Latina Logística através de contrato de concessão.

Governador Geraldo Alckmin reforça demandas de mobilidade com ministro dos Transportes.

Postado em: 25-11-2015 por:cptmcampinas | Visitas: 9.566 | Comentários:3

3

Foto: A2img / Gilberto Marques

O governador Geraldo Alckmin se reuniu nesta terça-feira (24) no Palácio dos Bandeirantes, com o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues. Na ocasião, foram discutidos importantes projetos de mobilidade para o Estado de São Paulo, como o Rodoanel Norte, o Ferroanel e o Trem Intercidades.

Alckmin reiterou ao ministro a necessidade de investimentos federais para essas obras. Para o Rodoanel Norte, por exemplo, o governador solicitou a efetivação do repasse de R$ 176 milhões previsto no Orçamento Geral da União de 2015 – nenhum repasse ainda foi feito ao longo do ano.

“Destacamos ao ministro a necessidade dos recursos para este ano e para o próximo”, informou Alckmin ao citar a obra do Rodoanel Norte. “É uma obra que está indo muito bem, com 4.700 trabalhadores. Os recursos são importantes para a manutenção dos empregos”, explicou Alckmin.

O valor atualizado dos investimentos no Rodoanel Norte é de R$ 6,85 bilhões, sendo R$ 4,30 bilhões em obras e R$ 2,55 bilhões em compensações ambientais, desapropriações, reassentamentos, interferências, projetos, supervisão, gerenciamento, comunicação e obras complementares. Os recursos são originários de convênio entre União e Estado (R$ 2,05 bilhões), Tesouro Estadual (R$ 2,78 bilhões) e BID (empréstimo de R$ 2,01 bilhões).

[LUTO] Aos 33 anos, Vereador Reginaldo Lourençon morre após infarto em Louveira, SP.

Postado em: 21-11-2015 por:cptmcampinas | Visitas: 846 | Comentários:0

0

O vereador de Louveira (SP) Reginaldo Fernando Lourençon (PSDB) morreu na noite desta sexta-feira (20) após sofrer um infarto. Segundo a Câmara Municipal da cidade, o político chegou a ser socorrido para a Santa Casa de Louveira, mas não resistiu. O corpo do vereador foi velado neste sábado (21) no plenário da Câmara e será encaminhado para Jundiaí (SP), onde ocorre o sepultamento.

Lourençon tinha 33 anos, não era casado e também não tinha filhos. Segundo a Câmara Municipal, o parlamentar passou por uma intervenção cirúrgica cardíaca em fevereiro e ficou afastado de suas atividades entre os meses de abril e junho, para recuperar-se do tratamento médico. Na ocasião, o vereador foi substituído por sua suplente Sônia Tarallo.

Lourençon era o vereador mais jovem da atual gestão e estava em seu segundo mandato. O político foi eleito em 2008 com 341 votos e 1.083 votos em 2012, sendo o mais votado na ocasião.

Segundo a Câmara, o político era de família tradicional da cidade e trabalhou como auxiliar engenheiro agrimensor e promotor de vendas. Em suas propostas, o vereador defendia o retorno do trem de passageiros ligando as cidades da região a São Paulo.

Sentimo-nos incapazes de encontrar palavras de consolo para a dor do momento, mas desejamos expressar nosso profundo pesar pela morte do querido amigo e grande parceiro da campanha pela extensão dos serviços da CPTM, de Jundiaí à Campinas.

Frente Parlamentar Mista em Defesa do Transporte Ferroviário de Passageiros da RMC, participa de Audiência Pública para discutir a implementação do Trem Regional de Passageiros, que interligará Americana-Campinas e São Paulo.

Postado em: 25-10-2015 por:cptmcampinas | Visitas: 5.586 | Comentários:3

3


Sem prazo ou valor, trem esbarra em obstáculos.

Prometido pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) para começar a ser construído em 2014, o projeto do trem de passageiros, o trem intercidades entre Americana e São Paulo, não tem data para sair do papel e sequer definição sobre como funcionará. A proposta esbarra em uma série de dificuldades, como a extinção das passagens de nível e reformas nas estações.

Um estudo feito pela CPTM (Companhia Paulista de Trens e Metrôs) com diretrizes imaginadas para a estrutura foi apresentado ontem (23/10/2015), em audiência na Câmara de Americana, promovida pelos deputados estaduais Cauê Macris (PSDB) e Davi Zaia (PPS).

O sistema, cuja intenção é concorrer com o transporte rodoviário, não tem cronograma ou valores definidos. Há até agora um estudo que vislumbra como ele deve funcionar. Pela avaliação da CPTM, os trens poderão levar passageiros para São Paulo em 50 minutos, a preços comparados aos dos ônibus (até R$ 50). As composições poderiam chegar a até 160km/h em regiões planas, 120km/h em declives e 100km/h em áreas urbanas.

Inline