[G1 - SP] São Paulo registra maior crescimento da frota de carros em três anos.

Postado em: 11-09-2014 por:cptmcampinas | Visitas: 1.260 | Comentários:0

0

Em 2013, número de veículos registrados na cidade passa de 130 mil.

Economista atribui alta a maior renda e crédito; prefeito cita fim da inspeção.

Mais de 130 mil novos automóveis foram registrados na cidade de São Paulo em 2013, o maior crescimento da frota em três anos.

Com isso, a capital fechou o ano com 5,4 milhões de carros. A cidade tem hoje 11,8 milhões de habitantes – o que significa uma média de um carro a cada duas pessoas.O número de registros interrompe uma trajetória de queda. Em 2010, foram incorporados pela cidade 140 mil novos automóveis; em 2011, 1 20 mil; e em 2012, 102 mil.

O levantamento, feito pelo G1 com base nos dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de São Paulo, revela ainda que a frota de carros cresceu em um ano em ritmo mais acelerado que a de outros veículos.

O número de novas motos, por exemplo, ficou em 33 mil (neste mês, a marca de 1 milhão foi atingida). Ao todo, São Paulo tem 7,6 milhões de automóveis, motos, ônibus, caminhões, entre outros.

Para o economista Samy Dana, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a disponibilidade de crédito, o tamanho da população economicamente ativa e o aumento da renda são fatores que ajudam a explicar o aumento da frota de carros.

Ele cita o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzido como um dos fatores de estímulo. Várias montadoras fizeram do aumento do imposto previsto para janeiro um chamariz para vender seus carros no fim do ano.

Já o prefeito Fernando Haddad diz que o término do contrato de inspeção veicular com a Controlar em outubro fez com que motoristas deixassem de buscar atalhos para fugir do teste e da taxa de R$ 47,44, já que muitos registravam o carro em cidades vizinhas no endereço de familiares. Segundo ele, é possível perceber uma curva mais acentuada de registros nos últimos meses na capital.

Apesar de dizer que a prioridade de seu governo é com o transporte público – foram criadas mais de 200 km de faixas exclusivas de ônibus em seu mandato –, Haddad afirma que o aumento de registros é motivo de comemoração, já que a administração municipal fica com 50% do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) dos carros da cidade.

Fonte: G1 – São Paulo

Deixe seu comentário

Inline