Chineses vão disputar nova linha de trem entre SP e Americana.

Postado em: 10-08-2019 por:cptmcampinas | Visitas: 28 | Comentários:0

0

Imagem: viatrolebus.com.br

A empresa chinesa CR20 vai participar da licitação para a construção do trem que pretende ligar São Paulo a Americana.

A obra é uma das mais vistosas no pacote apresentado pelo governador paulista, João Doria (PSDB), em sua viagem à China para buscar investimentos para São Paulo.

Doria estará nesta quarta-feira (7) em Xian para fazer o anúncio com os chineses.

A modelagem em estudo, feita em parceria com o Banco Mundial, prevê até R$ 7 bilhões de investimentos ao incluir no pacote a linha 7 – Rubi da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), com uma alternativa R$ 1 bilhão mais barata se as locomotivas usarem biodiesel.

Em princípio, deverá ser licitada uma PPP (Parceria Público-Privada) na qual estado e vencedor entram cada um com 50% do investimento.

A ideia do governo é ter o processo encerrado até 2020, para o início de obras. Ainda faltam detalhes, como a utilização ou não de trechos já existentes da antiga malha federal para carga na região, o que também depende do tipo de trem a ser empregado.

A previsão inicial do negócio, sem integrar o trem metropolitano, era de R$ 5,8 bilhões. Com a linha 7, que liga a estação da Luz a Jundiaí, a demanda diária sobe de 470 mil para 700 mil usuários.

Os trechos a serem licitados têm ao todo 135 km. Numa fase posterior, o trem deve se desdobrar para São José dos Campos.

A CR20 também tem interesse no metrô paulistano. A área de infraestrutura é a mais estruturada em termos de oferta na viagem do tucano.

Na segunda-feira (5), Doria se reuniu com outra grande empresa do setor, CRCC. A diferença, como diz o governador, é que cada área do Estado chinês busca ocupar um nicho do mercado.

Ao todo, o governo paulista oferta R$ 36,4 bilhões em privatizações e parcerias em 21 projetos.

INTERLIGAÇÃO

Após seguidos planos que empacaram nas últimas décadas para conectar cidades do interior à capital paulista por linhas de trens, o governo João Doria (PSDB) decidiu retomar essa antiga promessa de seguidos governos paulistas.

O primeiro passo deverá ser a interligação das cidades de Americana, Campinas e São José dos Campos a São Paulo, com o projeto TIC (Trem Intercidades).

Só nos últimos 15 anos, já foram apresentados quatro projetos do tipo, incluindo um do governo federal. Sem estudos aprofundados e garantias de financiamento, os planos nunca avançaram.

Durante a campanha, Doria disse que iria “tornar realidade o projeto da ligação ferroviária rápida, confortável e eficiente” entre as principais regiões metropolitanas. Segundo ele, isso será viável graças a uma PPP (parceria público-privada) com a participação de investidores estrangeiros.

A promessa de Doria foi a de interligar Americana e Campinas, Sorocaba, Pindamonhangaba e Santos à capital, conectando uma área que reúne mais de 20% do PIB nacional.

Segundo uma propaganda eleitoral de Doria, os trens teriam uma velocidade média de 170 km/h.

Fonte: Abifer

Deixe seu comentário

Inline