“Movimento em prol do Trem Metropolitano Jundiaí-Campinas vai pressionar Estado.”

Postado em: 22-04-2012 por:cptmcampinas | Visitas: 1.548 | Comentários:0

0

Fortalecer a luta pelo transporte ferroviário e pressionar o governo do Estado para estender a Linha 7 Rubi do Trem Metropolitano, de Jundiaí até Campinas, foram as decisões tomadas nesta quarta-feira (18) na Audiência Pública realizada na Assembleia Legislativa pelo Sindicato dos Ferroviários da Paulista, juntamente com a Frente Parlamentar sobre Logística e a participação de deputados estaduais, vereadores da Região Metropolitana de Campinas e do aglomerado urbano de Jundiaí. Um documento com as reivindicações será enviado ao governador Geraldo Alckmin.

O vereador Sérgio Benassi participou da mesa oficial, à convite o Sindicato e ao lado dos deputados Pedro Bigardi, Gerson Bittencourt e os vereadores de Louveira, Vinhedo e Valinhos. A defesa do sistema ferroviário sempre foi uma bandeira do PCdoB e Benassi reafirmou seu apoio a esta luta destacando que Campinas e a RMC precisam enfrentar os obstáculos logísticos, como o cerco dos pedágios, que estão atravancando seu desenvolvimento. “é preciso acabar com argumentos falsos que tentam atravancar o desenvolvimento do projeto de trem metropolitano até Campinas. O desmonte do transporte ferroviário atrasou o desenvolvimento do País, que agora mudou de postura e com o crescimento da economia interna a pressão sobre os transportes empurra para ações rápidas e responsáveis para garantir o futuro”, afirmou.

Para o presidente do Sindicato, Francisco Felício, a defesa da revitalização do transporte ferroviário é a defesa da melhoria da qualidade de vida da população . “Por isso esta bandeira (a extensão da linha 7 Rubi até Campinas) tendem a ser reforçada por outros deputados estaduais e deve ser atendida pelo Governo do Estado porque quem está contra esta bandeira de luta, está contra as necessidades do povo.

O deputado Pedro Bigardi realçou o crescimento da participação popular em defesa da bandeira do transporte ferroviário e da extensão da linha 7 Rubi até Campinas. “É preciso atender a demanda crescente por causa das relações intensas entre as regiões metropolitanas de Campinas e SP e o aglomerado urbano de Jundiaí. São trabalhadores, estudantes, turismo e uma intensa relação comercial que serão atendidas”.

O deputado Gerson Bittencourt fez um relato sobre os diversos projetos do Governo Estadual para o setor de transporte ferroviário e metroviário que não saem do papel. Afirma que são necessárias a modernização das estações entre São Paulo e Jundiaí e a extensão da linha até Campinas utilizando a malha já existente.

Estava à mesa também o diretor do Ciesp Gilson Pequiori, que se declarou ferroviário por 21 anos. “Sou ferroviário e, se Deus quiser, vou morrer ferroviário. Apoiamos este movimento. Somos a favor do TAV, do Trem Expresso ligando Jundiaí a São Paulo e também a extensão da linha até Campinas. Quando devíamos progredir com a ferrovia regredimos. 93% da carga é sobre caminhões. O trabalhador precisa do trem. Esta é nossa bandeira também”.

 

Fonte: SergioBenassi.com

Deixe seu comentário

Inline