“Extensão do trem até Campinas é discutida em audiência pública.”

Postado em: 22-04-2012 por:cptmcampinas | Visitas: 1.322 | Comentários:0

0

A extensão da linha 7–Rubi, da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), interligando Jundiaí a Campinas, foi tema da audiência pública promovida pela Frente Parlamentar de Logística realizada nesta quarta-feira, 18/04, no auditório Paulo Kobayashi. O deputado Gerson Bittencourt participou do debate e se posicionou favorável ao projeto. Inclusive, ele destinou R$ 5 milhões através de emenda parlamentar para o estudo da viabilidade do projeto.

Gerson Bittencourt propôs a modernização da linha que vai da Luz à Jundiaí, no entanto, em sua visão, poderia avançar mais nesta questão. Para ele o processo de modernização incluiria proporcionar a integração entre as cidades de São Paulo, Campinas e aglomerado de Jundiaí. “Com a integração, essas pessoas teriam a oportunidade de pagar menos pela tarifa” ressalta.

Gerson Bittencourt elogiou o movimento articulado do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias Paulistas (Sindpaulista) pela extensão “a frente tem a responsabilidade de trazer para o debate político a mobilidade urbana, sobretudo o transporte coletivo” afirmou.

O parlamentar aponta falta de investimento no sistema metroferroviário como responsável pelos problemas diários no sistema. Gerson Bittencourt ressalvou também que esse projeto não se contrapõe ao trem de alta velocidade previsto para interligar o Estado de São Paulo – com saída de Campinas, ao Rio de Janeiro. “São públicos, características e valores diferentes”, analisou.
Ele também contestou e derrubou a tese do governo de que a extensão da linha 7–Rubi seria inviável porque o deslocamento do trecho da Luz à Campinas levaria cerca de 3 horas. “Daqui a pouco serão 5 horas para fazer o percurso de carro”, avalia e enfatiza que “o governo tem que parar e analisar que cometeu um erro deixando de investir na ferrovia”, afirma.

População e vereadores das cidades de Valinhos, Vinhedo, Louveira e Campinas participaram da audiência pública, que também contou com vários integrantes do Sindpaulista. A vereadora de Jundiaí Ana Tonelli (PSDB) lamentou o fato de os governantes de décadas atrás terem privilegiado o setor automobilístico e o sistema rodoviário em detrimento do ferroviário. O vereador Sergio Benassi (PC do B) de Campinas, também elogiou o “espírito público efetivo” desse movimento.

Ao final, os integrantes da mesa composta assinaram documento elaborado com propostas levantadas nas seis audiências públicas realizadas e que serão apresentadas ao Executivo estadual, que já se comprometeu, motivado por esse movimento, a estudar o projeto.

 

Fonte: GersonBittencourt.com.br

Deixe seu comentário

Inline